“AQUELA QUE SONHAVA TER SIDO” SE APRESENTA NO FESTARA.



Araçatuba recebe, nesta sexta-feira (26), na programação do FESTARA o espetáculo “Aquela que sonhava ter sido”, do grupo Os Hedonistas, da cidade de Birigui.O espetáculo faz parte da Mostra Ademar Guerra.

O projeto Ademar Guerra foi criado em 1997 pela Secretaria de Estado de Cultura com o objetivo de propiciar orientação artística a grupos teatrais em atividade no interior e litoral do Estado de São Paulo. Os artistas-orientadores atuam junto aos grupos selecionados, acompanhando seus projetos de pesquisa e montagem de espetáculos. Atualmente o Projeto orienta 82 grupos, em 80 cidades atendendo aproximadamente 1.200 jovens artistas.

Desde março de 2012 os grupos selecionados pelo projeto participam de atividades de formação e qualificação em teatro por meio de orientações, palestras, oficinas, apoios para intercâmbios e apresentações em outros festivais. Entre outras ações voltadas para o aprimoramento dos artistas dos grupos, a Mostra de Compartilhamento Teatral é o momento em que os grupos têm a oportunidade de se apresentar para o público de sua cidade. É, também, uma forma de autoavaliação e aprimoramento.

“Aquela que sonhava ter sido”
A peça gira em torno de uma família perfeita aos olhos da sociedade: um pai religioso, uma mãe fiel e uma criança inocente e curiosa. Até que um barquinho de papel em dia chuvoso passa pela calçada da família levado pela enxurrada e isso desperta sonhos na vida da menina. Sonhos que podem tornar pesadelos. São momentos vividos no presente? São lembranças? Ou são projeções ilusórias de um futuro mais bonito?

O Festara começou no dia 18 e segue até o dia 28. Este é um projeto de iniciativa da Associata (Associação dos Artistas Teatrais da Região de Araçatuba) que é realizada pela Prefeitura de Araçatuba por meio da Secretaria Municipal de Cultural (SMC). O festival tem apoio cultural do Senac, do Sesc, Oficinas Culturais Sílvio Russo e Projeto Ademar Guerra.

Convites
Os convites começaram a ser distribuídos no dia 15 de outubro. A procura foi intensa e logo nos primeiros dias se esgotaram. Mesmo assim, desde o primeiro dia do Festival, quem compareceu sem os convites puderam assistir aos espetáculos. Há sempre duas filas nos locais,

Serviço:
“Aquela que sonhava ter sido”
Sexta-feira
20h30 - Teatro Castro Alves. Rua Duque de Caxias, 29 (centro).

“E SE FOSSE COM VOCÊ?” SE APRESENTA NESTA QUINTA NO FESTARA.



Dando continuidade ao FESTARA, a peça desta quinta-feira, que será encenada no teatro Castro Alves, às 20h30, será o espetáculo “E se fosse com você?”, do grupo Explique-me o porque nos Dionisimos detalhes, de Araçatuba. O drama conta a história de um grupo de estudantes do ensino médio, tendo a personagem Manuela vítima de Bullying por parte dos amigos de classe. Com as investidas dos “colegas” ela passa a se desinteressar pelas aulas e ambiente escolar. Nesta linha, a história se desenvolve, chamando a atenção da sociedade para esse grave e atual problema.

AGENDA
O Festara começou no dia 18 e segue até o dia 28. Este é um projeto de iniciativa da Associata (Associação dos Artistas Teatrais da Região de Araçatuba) que é realizada pela Prefeitura de Araçatuba por meio da Secretaria Municipal de Cultural (SMC). O festival tem apoio cultural do Senac, do Sesc, Oficinas Culturais Sílvio Russo e Projeto Ademar Guerra.

CONVITES
Os convites para o Festival de Teatro de Araçatuba (FESTARA), já foram distribuídos gratuitamente à população desde o último dia 15. Mesmo quem não conseguiu adquiri-los a orientação, de acordo com o Diretor de Cultura de Araçatuba e responsável pela realização do projeto, Alexandre Melinsky é de que vá aos espetáculos, pois até o momento ninguém ficou sem assistir um espetáculo por falta de convites.

Serviço:
25/10 – Quinta-feira
20h30 – Teatro Castro Alves – “E se fosse com você?” – Grupo Explique-me o porque nos Dionisimos detalhes – Araçatuba – SP – Programa de Fomento à Cultura da Prefeitura Municipal de Araçatuba – Drama – indicação: 10 anos

FESTARA: CASTRO ALVES RECEBE A PEÇA “ANATOMIA FROZEN”.


Está acontecendo em Araçatuba, desde o dia 18, o 8º Festival de Teatro de Araçatuba, o Festara. Nesta terça-feira (23) será encenada, às 20h30, no Teatro Castro Alves, a peça “Anatomia Frozen”. A entrada é gratuita e os convites devem ser retirados antecipadamente no Senac, Sesc e na Secretária Municipal de Cultura.

A violência contra as crianças é o tema central da “gélida” peça “Anatomia Frozen”. A montagem apresenta três narrativas que se entrelaçam: uma psiquiatra americana que escreve uma tese sobre assassinatos em série, um pedófilo e assassino em série condenado à prisão perpétua na Inglaterra e a mãe de uma de suas vítimas, a garotinha Nina, que desapareceu aos dez anos de idade. 

Esses três personagens que se encontram congelados em seus estados emocionais são dissecados pela encenação em um ambiente asséptico, cirúrgico, no qual podemos observar a anatomia da violência e da psicopatia social.

A encenação, baseada no texto da inglesa Bryony Lavery, foge do melodrama e reforça os aspectos psicológicos de cada personagem. O minimalismo e a simplicidade da encenação, com figurinos e maquiagens totalmente brancos, aumentam a densidade do texto e é preciso ter a mesma frieza para não se deixar abater, já que algumas passagens são realmente impactantes.

FESTIVAL
O Festara é promovido pela Prefeitura de Araçatuba por meio da Secretária Municipal de Cultura (SMC). O Festara vai até o dia 28 de outubro e será realizado em seis locais diferentes: Teatro Municipal Paulo Alcides Jorge, Teatro Municipal Castro Alves, Praça João Pessoa, Praça Getúlio Vargas, Museu Araçatubense de Artes Plásticas (MAAP) e Calçadão. 


Serviço: FESTARA ARAÇATUBA
Dia: 18 a 28 de outubro
Locais: Teatro Municipal Paulo Alcides Jorge, Teatro Municipal Castro Alves, Praça Getúlio Vargas e Calçadão.
GRATUITO

FESTIVAL DE TEATRO COMEÇA NESTA QUINTA



Teatros, praça e calçadão receberão os artistas do FESTARA.

 Começa nesta quinta-feira, dia 18, o Festival de Teatro de Araçatuba - FESTARA. Com 14 espetáculos o festival vai até o dia 28, domingo. Grupos de Campinas, São Caetano do Sul, São Paulo, Santos, Lençóis Paulistas, Araçatuba e Birigui estão na grade de programação. Drama e comédia entre adultos e infantis já chamaram a atenção do público da cidade, pois os convites distribuídos gratuitamente já esgotaram na Casa de Cultura “Adelino Brandão” e SENAC. Poucos convites até a manhã desta quinta-feira, ainda podiam ser encontrados no SESC.

A orientação passada pelo Diretor de Cultura de Araçatuba e organizador do Festival, Alexandre Melinsky é de que mesmo quem não conseguiu retirar os ingressos, é que vá mesmo assim. "Mesmo quem não conseguiu retirar os convites, não deixe de ir. Temos como os anos anteriores a fila do "não ingresso", e as pessoas sempre entram", aconselha Alexandre.

O FESTARA tem como objetivo promover o intercâmbio cultural, técnico e social entre grupos e companhias tecendo um panorama da arte teatral em nosso estado, proporcionando ações de pluralidade, fomento, incentivo, debate, reflexão, difusão, provocação, experimento, investigação, encontro, diálogo, questionamento e formação artística.

O espetáculo que abre o festival na noite desta quinta-feira no teatro "Castro Alves", às 20h30, será "Borboleta Azul", da "Cia. Pessoal do Faroeste", de São Paulo. Indicação 14 anos.
Cena do espetáculo "Borboleta Azul"
PROGRAMAÇÃO
Espetáculos adultos, infantis, de rua, formas animadas e intervenções urbanas fazem parte da programação.

Serviço: FESTARA ARAÇATUBA
Dia: 18 a 28 de outubro
Locais: Teatro Municipal Paulo Alcides Jorge, Teatro Municipal Castro Alves, Praça Getúlio Vargas e Calçadão.
GRATUITO

Programação Festara 2012

PROGRAMAÇÃO:



18/10 – Quinta-feira
20h30 – Teatro Castro Alves - “Borboleta Azul” – Pessoal do Faroeste – São Paulo – SP - Drama – convidado – indicação: 14 anos
Numa pensão sempre às moscas, moram a amarga Cora e sua filha caçula, Belbelita, ansiosa por mudar de vida. Mais que clientes para ocupar os quartos, as duas aguardam ansiosas uma visita. Há três décadas, a mãe vendeu seu primogênito para forasteiros, sonhando que ele enriquecesse e voltasse para buscá-las. A chegada de um misterioso hóspede, Rafael, com uma mala cheia de dinheiro, pode ser a chance de elas deixarem a cidade ameaçada pela construção de uma usina.

19/10 – Sexta-feira
20h30 – Teatro Castro Alves – “A Dama do Mar” – Fraga e Ferrara Produções – São Paulo – SP – Drama – Circuito Cultural Paulista – indicação: 12 anos.
Élida Wangel, uma mulher que se casou com um médico viúvo, pai de duas filhas e foi morar em uma pequena cidade. Dr. Wangel a ama profundamente, mas ela não sabe como amá-lo porque se atormenta com a lembrança do estrangeiro (um marinheiro) que prometeu vir buscá-la um dia para se casarem. Quando ela ainda era jovem, teve um rápido e intenso romance com este homem, quase um estranho para ela. Ele juntou seu anel ao dela e jogou-os ao mar assumindo que aquilo era um noivado para sempre e que ele voltaria um dia para buscá-la.

20/10 – Sábado
15h – Teatro Paulo Alcides Jorge – “Apolo, Sir Gaia, chuvisco e agora madame Popô" – Grupo Arte das Águas – Ibirá – SP – Projeto Ademar Guerra – indicação: livre
“Apolo, Sir Gaia, Chuvisco e Agora Madame Popô” narra a história de um menino, seu pai e seus problemas de relacionamento, mas tudo poderá mudar com a chegada de uma exuberante mulher. A peça se desenvolve de uma maneira poética, simples e sensível.

20h30 – Teatro Castro Alves – “Nós de Nós Mesmos” – Os Mancomunados – Araçatuba – SP – Drama contemporâneo – Projeto Ademar Guerra – indicação: 18 anos
Numa atmosfera obscura surgem personagens que são devoradas, que se mutilam, que morrem – ou não morrem? "O que é estar vivo?" é apenas um entre os vários questionamentos que permeiam o universo dessas personagens, que transitam entre realidade e fantasia, revelando pedaços de sua existência, fragmentados, cortados em finas fatias.

23h – Teatro Paulo Alcides Jorge – “Os Falecidos de Nelson” – Cia. Teatral Atos & Cenas – Lençóis Paulista – SP – Drama – Projeto Ademar Guerra – indicação: 16 anos
Seis personagens já falecidos, coletados e analisados, da obra de Nelson Rodrigues, se encontram para um embate de descobertas de verdades duras e muitas vezes, cruéis de uma vida que pode ter sido o próprio inferno. Onde estão, quem são, por que estão juntos, são as indagações que no auge da busca de um entendimento, que  talvez nem exista, permeiam o espetáculo, levando a reflexão de que "tudo pode ser o acaso".

21/10 – Domingo
17h – Praça Getúlio Vargas – “Arrumadinho” – Trupe Olho da Rua – Santos – SP – Revista épico urbana – indicação: livre.
Através de um jogo intenso com o público, o espetáculo provoca, critica e questiona o homem moderno, bem como a pateticidade que o cerca em relação ao trabalho e ao sonho de prosperidade.

20h30 – Teatro Castro Alves – “Amém” – Cia. Um e Outro – Araçatuba – SP – Drama cômico – convidado – indicação: 18 anos
Clara vê sua família ruir por culpa do fundamentalismo exacerbado de seu padrasto pastor. Seu meio-irmão ao completar 17 anos revela que é gay. Seu pai o expulsa de casa por considerar a homossexualidade uma abominação. Arrasado, ele comete suicídio. Com onze anos, Clara fica grávida do padrasto. Num ato de desespero, a mãe a leva para um aborto forçado, que é seguido de complicações. E Clara vaga ad infinitum como uma pastora impostora progressiva e inclusiva, fundadora de uma nova igreja, ironizando com acidez a hipocrisia humana.

22/10 – Segunda-feira
20h30 – Teatro Castro Alves – “Eldorado” – Eduardo Okamoto – Campinas – SP – Drama – indicação: 14 anos
Vida de cego é história que se desconta: usualmente descartada à primeira vista. Mas o cego desta estória pede um segundo olhar e nos convida a uma viagem. Neste caminho por territórios diversos, busca encontrar o que nenhum homem pôde jamais: Eldorado. O desvistado tem como guia e única companhia uma “Menina”, cuja música o conduz por tempos e lugares. Uma viagem pelo mundo interior e exterior, onde chegada é travessia.

23/10 – Terça-feira
20h30 – Teatro Castro Alves – “Anatomia Frozen” – Cia. Razões Inversas – São Paulo – SP – Drama – convidado – indicação: 14 anos
Três narrativas que se entrelaçam: uma psiquiatra americana que escreve uma tese sobre assassinatos em série, um pedófilo e assassino em série condenado à prisão perpétua na Inglaterra e a mãe de uma de suas vítimas, a garotinha Nina, que desapareceu aos dez anos de idade. Esses três personagens que se encontram congelados em seus estados emocionais são dissecados pela encenação em um ambiente asséptico, cirúrgico, no qual podemos observar a anatomia da violência e da psicopatia social.

25/10 – Quinta-feira
20h30 – Teatro Castro Alves – “E se fosse com você?” – Grupo Explique-me o porque nos Dionisimos detalhes – Araçatuba – SP – Programa de Fomento à Cultura da Prefeitura Municipal de Araçatuba – Drama – indicação: 10 anos
“E se fosse com você”, conta a história de um grupo de estudantes do ensino médio. Manuela é vítima de Bullying por parte de seus colegas de classe. A princípio é uma excelente aluna, mas com o passar do tempo regride no rendimento escolar devido às agressões sofridas. Já não quer ir às aulas, começa a ter problemas de relacionamento em casa e cada vez mais, sua vida torna-se insuportável.

26/10 – Sexta-feira
20h30 – Teatro Castro Alves – “Aquela que sonhava ter sido” – Grupo Os Hedonistas – Birigui – SP – Drama Psicológico – Projeto Ademar Guerra – indicação: 14 anos
A peça gira em torno de uma família perfeita aos olhos da sociedade: um pai religioso, uma mãe fiel e uma criança inocente e curiosa. Até que um barquinho de papel em dia chuvoso passa pela calçada da família levado pela enxurrada e isso desperta sonhos na vida da menina. Sonhos que podem tonar pesadelos. São momentos vividos no presente? São lembranças? Ou são projeções ilusórias de um futuro mais bonito?

27/10 – Sábado
11h – Calçadão da Princesa Isabel com Marechal Deodoro – “A história da história, que história é essa?” – Cia. Decaranacena – Araçatuba – SP – Programa de Fomento à Cultura da Prefeitura Municipal de Araçatuba – indicação: livre
Três tias maluquinhas encontram sua sobrinha e contam histórias, cantam com a trupe e brincam com bonecos de sucata. A menina tenta contar um segredo mas as tias demoram a dar atenção, pois não querem parar de contar histórias e cantar. Quando ouvem a menina, percebem que ela sabe de um caso de abuso sexual e assim informam de maneira leve e lúdica sobre pedofilia e prevenção ao abuso sexual infantil.
20h30 – Teatro Castro Alves – “Lugar Incomum” – Cia. Corpo Santo – Campinas – SP – Drama – Projeto Ademar Guerra – indicação: 16 anos
Cada pessoa guarda uma história e cada história acontece num lugar. Este se parece com um confessionário, guardando os segredos de pessoas comuns aos olhos do outro. Quando chegam neste seu lugar incomum, todos se desnudam diante dele mostrando aquilo que está oculto. Lugar Incomum, continuação da trilogia Lugares, mostra o indivíduo diante do espelho com seus erros, desejos, momentos insanos, destacando sua deformidade de forma simbólica e metafórica.

28/10 – Domingo
15h – Teatro Paulo Alcides Jorge – “Avoar” – Cia. Pic Nic – São Caetano do Sul – SP – musical – indicação: livre
Numa metrópole qualquer, entre edifícios e em meio à confusão do dia-a-dia, personagens melancólicos movidos pela saudade de um tempo feliz, perdido em suas lembranças, quebra a monotonia e frieza da cidade com brincadeiras e canções. Saem então em busca da alegria perdida personificada em UMA LUA, UMA PALMEIRA E UMA CANÇÃO, pedidas na brincadeira “Boca de Forno”

Convites para o Festival de teatro começam a ser distribuídos dia 15 de outubro.




Araçatuba realiza de 18 a 28 de outubro de 2012 a 8ª edição do Festival de Teatro de Araçatuba, o FESTARA. Na programação mais de 30 atividades entre espetáculos e ações formativas. O Festival não tem caráter competitivo. Os grupos participantes não estarão competindo.

Além de grupos de Araçatuba e região, e cidades do estado de São Paulo, grupos do Rio de Janeiro, Santa Catarina e Minas Gerais estarão se apresentando durante os 11 dias do festival. Em 2011, cerca de 6 mil pessoas participaram do festival, assistindo aos mais de 25 espetáculos que foram apresentados de 14 a 23 de outubro.

O FESTARA tem como objetivo promover o intercâmbio cultural, técnico e social entre grupos e companhias tecendo um panorama da arte teatral em nosso estado, proporcionando ações de pluralidade, fomento, incentivo, debate, reflexão, difusão, provocação, experimento, investigação, encontro, diálogo, questionamento e formação artística.

PROGRAMAÇÃO
Espetáculos adultos, infantis, de rua, formas animadas e intervenções urbanas fazem parte da programação.

LOCAIS
O FESTARA será realizado em seis locais diferentes: Teatro Municipal Paulo Alcides Jorge, Teatro Municipal Castro Alves, Praça João Pessoa, Praça Getúlio Vargas, Museu Araçatubense de Artes Plásticas – MAAP e Calçadão.

CONVITES
Cada pessoa terá direito à retirada de 2 (dois) convites para até 4 (quatro) espetáculos. A distribuição terá início na segunda-feira, dia 15. Os interessados deverão retirá-los antecipadamente na Secretaria Municipal de Cultura de Araçatuba, SENAC e SESC.

Segundo o Diretor de Cultura de Araçatuba, Alexandre Melinsky e coordenador do festival, é importante a pessoa se programar para retirar os convites. “É muito importante a pessoa interessada em assistir aos espetáculos se programar. Já estamos distribuindo a programação. A pessoa deve pegar e ver quais espetáculos realmente ela irá assistir e retirar os convites”.

Como ocorreu nas edições anteriores, muitas pessoas pegam os convites e não vão. Outra dica importante para quem não conseguir retirá-los é ir mesmo assim. “Temos a fila do não convite, pois algumas pessoas acabam por algum motivo não indo, desta forma, pedimos para aquelas que não conseguirem retirar o seu que vá mesmo assim e fique na fila do não convite”, afirma Alexandre.

Serviço: FESTARA ARAÇATUBA
Dia: 18 a 28 de outubro
Locais: Teatro Municipal Paulo Alcides Jorge, Teatro Municipal Castro Alves, Praça João Pessoa, Praça Getúlio Vargas, Museu Araçatubense de Artes Plásticas – MAAP e Calçadão.
GRATUITO

Ações Formativas para o FESTARA 2012


Dia: 12/10 – Sexta-feira
“O Figurino Teatral”
Coordenador: Adbailson Cuba
Objetivo: A ação cultural objetiva potencializar conhecimentos a partir de idéias, estéticas e técnicas na elaboração de figurinos e adereços para um espetáculo teatral.
Público Alvo: Figurinistas, diretores, costureiros, artistas plásticos e outros interessados
Casa da Cultura Professor Adelino Brandão
Rua Anita Garibaldi, centro - das 09 às 12h e das 14 às 17h
20 vagas.

“Ação Fronteiras”
Coordenadora: Vânia Terra
Objetivo: Ação Fronteiras busca atravessar limites (que separam o velho do novo; o antigo do moderno; o erudito do popular...) e ultrapassar fronteiras (geográficas, étnicas, lingüísticas...). Resulta em experiências estéticas , pesquisa e criação teatral , que  tem por aliada  o uso da imagem visual (fotografia, pintura, grafite e o audiovisual) . A partirde um ambiente de experimentação e ludicidade, promove-se o diálogo entre corpo, voz, texto, representação, imagem e apreciação (público).
Público Alvo: pessoas com ou sem experiência prévia, adolescentes, adultos e terceira idade; coletivos  com experiência em artes
Casa da Cultura Professor Adelino Brandão
Rua Anita Garibaldi, centro - das 09 às 12h e das 14 às 17h
20 vagas.

Dia: 13/10 – Sábado
“Dramaturgia da Encenação”
Coordenador: André de Araújo
OBJETIVO: Buscamos nesse procedimento despertar no participante da ação cultural noções de encenação e interpretação que possibilitem a criação de cenas onde a forma, concomitantemente à compreensão dos conteúdos escolhidos, exprima também um ponto de vista, uma questão interpretativa, muitas vezes local e pessoal. Para tal, visamos um trabalho que desenvolva uma maturidade cênica ao artista, tornando-o apto a enxergar as diversas potencialidades estéticas antes que ele faça suas escolhas definitivas para uma obra, além de apresentar referências visuais e sonoras que possam engrandecer seu leque de dispositivos teatrais.
Público Alvo: jovens a partir de 16 anos interessados em teatro e artes em geral.
Casa da Cultura Professor Adelino Brandão
Rua Anita Garibaldi, centro - das 09 às 12h e das 14 às 17h
20 vagas.

“Workshop de Commedia Dell’arte – Jogo e Comédia”
Coordenadora: Flávia Bertinelli
OBJETIVO: introduzir a máscara como veículo de expressão teatral capaz de:
·         desenvolver a capacidade de expansão e percepção
·         importância do jogo e improvisação na criação
·         potencializar características através da atuação
Público Alvo: Estudantes de teatro e interessados em geral a partir de 14 anos.
Casa da Cultura Professor Adelino Brandão
Rua Anita Garibaldi, centro - das 09 às 12h e das 14 às 17h
20 vagas.

Dia: 14/10 – Domingo
“Princípios de Treinamento para o Ator-Criador”
Coordenador: Leonardo Antunes
Objetivo:Apresentar aos participantes princípios de movimento e de trabalho vocal que,ao serem reinterpretados por cada um, possam ser utilizados em suas futuras criações teatrais, independente das escolhas estéticas de seus grupos. A partir da experiência prática do workshop, espero também abrir espaço para uma reflexão sobre a prática criativa cotidiana de cada participante, de como em seus coletivos teatrais se estabelece a relação entre Formação/Criação.
Público alvo: atores e estudantes de teatro a partir de 16 anos
Casa da Cultura Professor Adelino Brandão
Rua Anita Garibaldi, centro - das 09 às 12h e das 14 às 17h
20 vagas.

“O jogo improvisacional e o processo de fabricação da cena”
Coordenador: Vicente Latorre

OBJETIVO:A partir da percepção da diferença entre “contar” e “mostrar” uma estória, o que se pretende é permitir aos participantes que compreendam, desde o interior, o processo de fabricação de uma cena, onde escrever, jogar e interpretar são aspectos constitutivos e fundamentais desta criação.
Público Alvo: Jovens e adultos a partir de 15 anos de idade. Não é necessária experiência anterior em teatro
Casa da Cultura Professor Adelino Brandão
Rua Anita Garibaldi, centro - das 09 às 12h e das 14 às 17h
20 vagas.